Luciana Genro

PSOL contra a ilegalidade do transporte coletivo

20 de abril de 2011 15h26

O Ministério Público de Contas noticiou que há 22 anos não ocorre licitação para as concessões das linhas de ônibus de Porto Alegre. O que é ilegal e altamente perigoso quanto à possibilidade de corrupção, propina e/ou relações promíscuas entre público e privado.

Além disso, os aumentos das tarifas são abusivos e a qualidade do serviço não corresponde ao aumento, já que há o descumprimento dos horários e superlotação dos coletivos.

Nesta segunda-feira (25.04), às 12h estaremos exigindo, junto com nossos vereadores, Pedro Ruas e Fernanda Melchionna, a licitação imediata e a revogação do último reajuste.