Luciana Genro

A semana vista pelo PSOL

08 de outubro de 2010 07h58

Como seriam as eleições sem a influência do poder econômico?

As eleições no Brasil são um jogo desigual, onde candidatos ligados aos interesses do poder econômico recebem doações para a campanha que desequilibram a disputa. Tais recursos permitem a contratação de centenas de cabos eleitorais, carros de som, milhares de placas, faixas e bandeiras, além de materiais impressos de qualidade, produções de TV e muitos marqueteiros. Isso sem falar no tempo desigual na TV e outras mídias, na constante liberação de verbas das emendas parlamentares para os candidatos ligados ao governo, dentre muitos outros fatores.

A tabela a seguir mostra como seriam as eleições para deputado federal no Rio Grande do Sul sem a influência do poder econômico. Mostra quantos votos cada candidato fez para cada real declarado de receitas na segunda parcial da prestação de contas (entregue no início de setembro).

Verifica-se que a deputada federal Luciana Genro superou todos os candidatos eleitos, somente empatando com o ex-goleiro do Grêmio Danrlei, pois este já era amplamente conhecido, ou seja, uma celebridade. Sem a influência do poder econômico, Luciana teria mais que o quádruplo dos votos da maioria dos candidatos eleitos.

Portanto, continuamos firmes na luta, conscientes de que cumprimos nosso dever, de nos mantermos fiéis às demandas dos trabalhadores, aposentados, estudantes, sem nos entregarmos às tentações do poder, às quais muitos não resistiram e terminaram por trair a classe trabalhadora em diversas votações do Congresso Nacional.

Avante!

COMO SERIAM AS ELEIÇÕES SEM O PODER ECONÔMICO

*Deputados eleitos

Obs: Receitas declaradas na segunda parcial da prestação de contas (início de setembro).

Candidato (a)

Votos obtidos / receitas (R$)

LUCIANA GENRO

2,8

* DANRLEI DE DEUS GOLEIRO

2,8

* MANUELA D AVILA

1,6

* OSMAR TERRA

0,8

* SÉRGIO MORAES

0,7

* NELSON MARCHEZAN JUNIOR

0,7

* ENIO BACCI

0,7

* COVATTI

0,6

* MARCON

0,6

* PIMENTA

0,5

* PEPE VARGAS

0,5

* JERONIMO GOERGEN

0,5

* DR ALEXANDRE ROSO

0,5

* RONALDO ZULKE

0,4

* AFONSO HAMM

0,4

* ELVINO BOHN GASS

0,4

* ASSIS MELO

0,4

* MARIA DO ROSÁRIO

0,4

* VIEIRA DA CUNHA

0,4

* GIOVANI CHERINI

0,4

* MENDES RIBEIRO FILHO

0,3

* PERONDI

0,3

* LUIS CARLOS HEINZE

0,3

* BUSATO

0,3

* ALCEU MOREIRA

0,3

* MARCO MAIA

0,3

* STEDILE

0,3

* BETO ALBUQUERQUE

0,2

* JOSE OTAVIO GERMANO

0,2

* HENRIQUE FONTANA

0,2

* RENATO MOLLING

0,2

* ONYX

0,1

* – Deputados eleitos

Obs: Receitas declaradas na segunda parcial da prestação de contas (início de setembro), disponível em http://spce2010.tse.jus.br/spceweb.consulta.prestacaoconta2010/candidatoServlet.do