Luciana Genro

PSOL derruba Joaquim Roriz. De novo.

24 de setembro de 2010 23h21

O ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, acaba de desistir de concorrer ao governo do Distrito Federal, e lançou a candidatura de sua esposa, Weslian Roriz, como substituta. Essa decisão decorre da incerteza em relação à validade da Lei da Ficha Limpa para essas eleições – que não tem prazo para ser julgada pelo Supremo Tribunal Federal – e impede que Roriz se candidate, pelo fato de ter renunciado ao mandato de senador em 2007 para fugir da cassação proposta pelo PSOL.

Roriz renunciou em 2007 depois que a mesa diretora do Senado acolheu a representação do PSOL por quebra de decoro parlamentar contra o senador e enviou o processo para o conselho de ética da Casa. Roriz foi pego em escuta da Polícia Civil durante a Operação Aquarela, que investigou suposta quadrilha que desviava verbas públicas. O ex-governador do Distrito Federal combinava a partilha de R$ 2,2 milhões com Tarcísio Franklin de Moura, ex-presidente do BRB – Banco de Brasília. Franklin foi um dos presos na operação.