Luciana Genro

Começa a campanha no Rio Grande

06 de julho de 2010 14h13

Fernanda, Robaina, Luciana e Ruas na Rádio Gaúcha (Bernardo Corrêa)

Começou oficialmente nesta terça-feira, 6, a campanha eleitoral. No Rio Grande do Sul, o candidato a governador pelo PSOL, Pedro Ruas, participou do debate promovido pela Rádio Gaúcha, junto com os candidatos de PT, Tarso Genro, e PMDB, José Fogaça. Ele foi acompanhado da deputada federal Luciana Genro e da vereadora Fernanda Melchionna. A governadora-candidata, Yeda Crusius, que havia confirmado presença, não compareceu. Ruas alertou: “Ouvimos dizer que Yeda não participaria de debates em que o PSOL estivesse. Espero que isso não seja uma forma de pressão para que não nos convidem a estes encontros. A governadora não quer nos enfrentar porque não tem como responder às denúncias de corrupção que levantamos contra o seu governo.”

Mais tarde, junto com a militância do PSOL, no centro de Porto Alegre, Ruas apontou que Tarso e Fogaça mostraram discursos muito parecidos no debate: “Eles defendem a mesma candidatura ao governo federal, estão no mesmo projeto e têm a mesma política de alianças, sem critérios políticos ou ideológicos. Essa política é a mesma de Yeda, e usando os mesmos meios, chegaram ao mesmo resultado, que é um governo corrupto.”

Ruas, com Robaina e Berna ao fundo (Carina Kunze)

O presidente do PSOL gaúcho, Roberto Robaina, candidato a deputado estadual, lembrou também que Ruas foi o único a defender claramente as aposentadorias integrais dos funcionários estaduais. “Os outros candidatos tentaram enganar o público com esse dicurso de ‘aposentadoria complementar’. O que eles querem dizer é que vão cortar as aposentadorias. O PSOL que está do lado dos servidores, dos professores.”

Berna Menezes – candidata ao Senado junto com Professor Lucas – criticou a ausência de Yeda: “A governadora fugiu!” Além de dezenas de militantes do PSOL, diversos candidatos proporcionais também prestigiaram a atividade, que abriu a campanha do partido ao governo gaúcho.