Luciana Genro

Blog busca justiça no caso dos aposentados da Aerus

28 de maio de 2010 09h49

Luciana tem estado ao lados aposentados da Aerus

Passaram-se quatro anos desde que milhares de ex-funcionários da aviação brasileira receberam uma revoltante notícia. Depois da queda da Varig, seja por irresponsabilidade dos seus gestores ou descaso do governo, os aposentados deixaram de receber integralmente sua aposentadoria. Para não mentir, receberiam uma mísera porcentagem do total, nada de benefício, mas um GOLPE que fere a dignidade e o comprometimento desses idosos com o futuro de suas famílias e suas próprias vidas!

Só que a palavra “golpe” não estava nos planos desses cidadãos, que pagaram a vida inteira um fundo de pensão, do próprio bolso, do próprio salário, na certeza de que poderiam garantir uma velhice tranquila, na companhia da família, da esposa, dos filhos, dos netos e dos amigos. Eles jamais imaginaram sofrer um golpe como esse.

Para contextualizar, acompanhe rapidamente um resumo simples e direto da injustiça:

Com a quebra da Varig, o fundo de pensão Aerus, que tinha a União como agente fiscalizador, ficou sem recursos para pagar seus milhares de contribuintes. É exatamente nesse ponto que é preciso tocar. A União é a ÚNICA responsável, por lei, por fiscalizar e garantir a segurança dos fundos de pensão e seus assegurados. É dela a responsabilidade pelos contribuintes, em quaisquer circunstâncias. E foi em nome da lei, que de tribunal em tribunal, uma liminar determinou que a União assumisse a dívida e pagasse integralmente o que era de direito dos aposentados e pensionistas. Porém, quatro anos se passaram e nada de dinheiro. E como se não bastasse, no dia 17 de março de 2010, quando tudo parecia estar a favor, visto que se trata de uma causa ganha tanto por lei como pela opinião pública, ministros votaram pelo adiamento do pagamento dos aposentados e enterraram mais uma vez o assunto.

A espera é uma bomba relógio no colo de cada aposentado. Muitos, desesperados, com um dinheiro miserável que sequer sustenta suas necessidades básicas, deixaram de lutar pela vida. A mortalidade desse grupo de pessoas subiu assustadoramente, os óbitos aumentaram mais de 20%. Milhares de famílias brasileiras ligadas a esses trabalhadores estão sofrendo. Contas a pagar, dívidas, depressão, tristeza, dor, doenças sem tratamento adequado por falta de recursos, mortes…

Por mais de 20 anos esses profissionais deram dinheiro para um fundo de pensão em busca de uma aposentadoria digna. Não é justo que toda essa contribuição tenha sido varrida do mapa, para longe de seus verdadeiros donos, por entraves jurídicos, políticos e econômicos. O dinheiro é deles, por direito, e a União deve pagar, como foi determinado por lei. Hoje, aeronautas e aeroviários que não exercem mais a profissão precisam recuperar suas vidas, ceifadas por um governo confuso e sem prioridades. O País, que surfa nas marolinhas, comemora um PIB satisfatório e chega a distribuir dinheiro para os colegas do exterior, sem olhar para o próprio umbigo, é o mesmo que sustenta dívidas inconseqüentes com uma parte significativa que merece o respeito do Brasil, os aposentados.

Esse blog tem um cunho absolutamente social, sendo totalmente apolítico, contudo, não fecha os olhos perante os panos sujos do Governo. Querem distribuir dinheiro? Como quiserem, desde que assuntos como esse sejam resolvidos. Querem abrir a torneira e lavar as mãos de figuras duvidosas da política brasileira e mundial? Tanto faz, contanto que as necessidades da população brasileira sejam atendidas, ouvidas e valorizadas. A questão é: O Brasil deve e NÃO PAGA para seus próprios cidadãos, filhos de uma pátria mãe nem tão gentil assim.

Sem “juridiquês”, esse blog pretende fazer esse caso chegar ao maior número possível de brasileiros. A população precisa saber a gravidade do que está acontecendo. Homens e mulheres da chamada melhor idade brasileira (ou pelo menos deveria ser…) estão sendo desrespeitados, menosprezados e escanteados. Será que o motivo seria a pouca expressividade de voto nas urnas dessa pequena milha de vítimas, perante um Brasil de 192 milhões de pessoas? Auto lá, senhores candidatos, nem tão pequena assim… Esse blog tem a missão de tornar público esse golpe para o resto da população! É por causa disso que trabalhadores aposentados estão tendo suas vidas abreviadas, ou seja, pais estão morrendo, avôs estão morrendo…

É um assunto muito sério, por isso, pedimos o seu apoio na divulgação desse blog e também do nosso Twitter (www.twitter.com/avioesabatidos), para que possamos devolver a dignidade e a vontade de viver desses trabalhadores que fizeram sua parte na construção da história desse país.

Afinal, o Governo vai pagar o que está devendo para esses trabalhadores ou continuar voando com o dinheiro público?

Preste atenção no depoimento desses aposentados, em programa exibido na GNT, no dia 1º de dezembro de 2006. Se naquela época eles estavam assim, imagina hoje, depois de quatro anos sem receber aposentadoria, muitos vivendo na miséria, sem ter dinheiro para comer ou pagar seus medicamentos…

Via Aviação Notícias/Fórum Contato Radar


Fonte: Aviações Abatidos