Luciana Genro

Acampamentos denunciam situação de atingidos por barragens no Brasil

15 de março de 2010 15h03

Para lembrar o Dia Internacional de Luta contra as Barragens, comemorado em 14 de março, vários acampamentos serão levantados por todo o Brasil nesta semana. O MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens organiza os acampamentos e manifestações, que denunciam o descaso do governo com a população atingida pela construção de hidrelétricas.

Estão previstas ações nos estados de Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina e Tocantins, contemplando todas as regiões brasileiras. Na Região Norte, os manifestantes querem o fim do projeto de Belo Monte, que desabrigará 30 mil pessoas em Altamira (PA) e afetará centenas de povos indígenas e ribeirinhos que vivem no entorno do Rio Xingu.

Já na Região Sul os manifestantes cobram do Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária o reassentamento de famílias desabrigadas. Eles também se posicionam contra a construção das barragens de Itapiranga, Garibaldi e Paiquerê e querem a recuperação das comunidades e municípios atingidos pelas sete barragens do Rio Uruguai.

A suspensão imediata da transposição do Rio São Francisco também é reivindicada por todos os manifestantes, que debatem com a população brasileira a questão energética. Para o MAB, o modelo adotado no país beneficia as principalmente as construtoras de hidrelétricas, como a Odebrecht.


Fonte: psol.org.br, com informações da Radioagência NP