Luciana Genro

PSOL protocola representação contra José Sarney

11 de fevereiro de 2010 09h22

Uma auditoria feita pela CGU – Controladoria Geral da União apontou que a Fundação José Sarney desviou R$ 129 mil de um convênio com a Petrobras. A auditoria publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 18 de janeiro deste ano, comprovou que o valor foi desviado para pagar despesas de custeio da fundação, como energia, impostos e refeições. Os recursos do contrato com a Petrobras, no total de R$ 1,3 milhão, seriam destinados na verdade à preservação do acervo e à modernização dos espaços físicos da entidade, cujo presidente vitalício é o senador José Sarney.

A CGU apontou ainda a entidade como suspeita de uso de notas frias e outras com divergências de valores, do uso de empresas fantasmas e de fachada, de contratações irregulares e ausência de comprovação de serviços, entre outros fatos.

Os deputados federais do PSOL, o líder Ivan Valente (SP), Luciana Genro (RS) e Chico Alencar (RJ) cobram no Ministério Público abertura de processo de investigação, inclusive envolvendo o senador Sarney, que assume responsabilidades financeiras da entidade. Confira o que Luciana escreveu sobre isso em seu blog.


Com informações da Liderança do PSOL