Luciana Genro

Marcelo Yuka e Jean Wyllys filiam-se ao PSOL

11 de novembro de 2009 09h24

O presidente do PSOL no Rio de Janeiro, sociólogo Jefferson Moura, informa que o partido recebeu, com grande satisfação as filiações de duas referências nacionais: o músico Marcelo Yuka e o jornalista Jean Wyllys. Yuka, ex-baterista do grupo O Rappa, vitimado pela violência do Rio de Janeiro, participa há muito tempo de movimentos sociais, inserido nas lutas do povo pobre, sistematicamente marginalizado e criminalizado por uma política de segurança pública ineficiente, baseada no confronto, que custa a vida de trabalhadores brasileiros honestos.

Wyllys sempre participou de movimentos sociais. Na adolescência, foi representante da esquerda católica, através da Pastoral da Juventude Estudantil e da Pastoral da Juventude do Meio Popular. Depois, já como jornalista, atuou em defesa dos direitos humanos e em favor da causa homossexual. Ao filiar-se ao PSOL, declarou sua grande admiração por Heloísa Helena, sua personalidade maior. A vontade de integrar o partido surgiu após vários encontros e conversas, quando decidiu fazer política mais no coletivo e nas bases do que visando a uma candidatura. Wyllys optou por não divulgar sua filiação em seus meios de comunicação pessoais justamente para que não fosse confundida com oportunismo: mais um famoso na busca de mais status.

Jean é jornalista em atividade, professor em duas universidades respeitadas, escritor com três livros publicados: um intelectual engajado. Até agora nada foi deliberado sobre possíveis candidaturas dele ou de Marcelo Yuka.


Fonte: PSOL/RJ