Luciana Genro

Comitê lança julgamento popular de Yeda

30 de setembro de 2009 11h11
Fotos: Hugo Scotte

Fotos: Hugo Scotte

O Comitê Fora Yeda – Impeachment Já, formado por entidades sindicais, centrais de trabalhadores, partidos políticos, movimento estudantil e outras organizações populares, lançou na noite desta terça-feira, 29, uma nova campanha para tirar a governadora do Palácio Piratini. O lançamento ocorreu durante plenária realizada no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa. Foram anunciados o julgamento popular de Yeda e a realização de um ato-show no próximo domingo, 4 de outubro, na capital gaúcha. O presidente estadual do PSOL, Roberto Robaina, representou o partido. Ele lembrou a iniciativa e o protagonismo do PSOL, ao denunciar sozinho a corrupção no Rio Grande do Sul, e disse que é necessário se “mobilizar realmente, seriamente, para poder derrubar Yeda”.

A campanha é integrada por um julgamento popular pelos gaúchos. Os cidadãos irão responder se a governadora é culpada ou inocente das acusações de corrupção apresentadas pela Justiça Federal contra ela e oito membros de seu staff. As urnas da consulta, que será realizada até 7 de outubro, serão levadas a partir desta quarta-feira, 30, a locais públicos, como escolas, repartições, fábricas, igrejas e pontos de aglomeração da população. Na fase inicial, serão 400 urnas para votação, mas a idéia é se chegar a mil.

“No dia 8 de outubro, deverá sair a decisão da Assembleia Legislativa sobre o pedido de impeachment da governadora, formulado pelo Fórum dos Servidores Públicos Estaduais. Como o governo tem maioria na Assembleia Legislativa, está dando como certo a negativa desse pedido de impeachment. Mas vamos mostrar com esse julgamento popular que o povo gaúcho não absolve a governadora. E que se a base governista na Assembleia apoia este governo corrupto, o povo não segue esse comportamento”, afirmou a presidente do Cpers/Sindicato, Rejane de Oliveira, que coordenou os trabalhos da plenária.

Ato-show

Já o ato-show promovido pelo Comitê Fora Yeda – Impeachment Já contará com a participação de artistas gaúchos que apoiam a luta. Nei Lisboa, Leonardo, Nelson Coelho de Castro, Sombrero Luminoso, Família Sarará, Pedro Munhoz, Nancy Araújo e Eduardo Solaris, Mariposa, Lolly Pop e Bandinha de Dá Dó são as atrações que subirão ao palco, a partir das 15h, no Parque Marinha do Brasil.


Com informações do site do CPERS/Sindicato