Luciana Genro

O (des)governo gaúcho

27 de julho de 2009 19h45

O PSOL – Partido Socialismo e Liberdade do Rio Grande do Sul repudia o sumiço injustificável da governadora Yeda Crusius, que se encontra em lugar incerto e não-sabido, sem que tenha passado o cargo ao vice-governador, Paulo Feijó, como determina a Constituição. Ainda com as férias do presidente da Assembleia Legislativa, o Executivo gaúcho está acéfalo. O PSOL entende que o povo gaúcho não merece tamanho abandono e questiona o paradeiro da governadora.

Roberto Robaina
Presidente do PSOL/RS

Pedro Ruas
Secretário de Relações Institucionais do PSOL/RS