Luciana Genro

Militares grevistas sofrem ameaças de morte

15 de junho de 2009 11h05

Relatora do projeto de lei que visa à anistia de policiais e bombeiros militares envolvidos em movimento grevista no Rio Grande do Norte, e que tramita no Senado, a deputada federal Luciana Genro ficou consternada com as últimas notícias que recebeu da categoria. O cabo Jeoás Nascimento dos Santos, presidente da ACS/PMRN – Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN e diretor da Regional Nordeste da Anaspra – Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças Militares Estaduais relatou que vem sofrendo ameaças de morte.

“Durante o movimento em Roraima no mês de março, recebemos várias ameaças de morte anônimas por telefone”, revelou, citando a greve dos militares daquele estado, que também receberam o apoio de Luciana. “Depois que saímos do Estado recebemos a informação de alguns companheiros policiais de lá escutaram conversas de que no momento em que eu e o Marco Prisco (dirigente nacional da Anaspra) chegássemos a Roraima um cidadão que está preso teria uma saída facilitada para matar a nós e às lideranças do movimento. Essas notícias de forma nenhuma nos desanima ou amedronta, mas como temos uma agenda de trabalho da Anaspra para reunião no dia 19 (sexta-feira), em Roraima, solicitamos a divulgação e o apoio do seu gabinete e dos companheiros que poderem colaborar.”

Luciana encaminhou a denúncia diretamente ao ministro da Justiça, Tarso Genro, solicitando a proteção da Polícia Federal para ambos.