Luciana Genro

Estudantes voltam às ruas para exigir ‘Fora Yeda’

30 de março de 2009 15h42
Crédito: Letícia Heinzelmann

Crédito: Letícia Heinzelmann

Um novo protesto de estudantes ao governo gaúcho ocorreu nesta segunda-feira, 30, reunindo mais de 3 mil pessoas numa marcha pelo centro de Porto Alegre. O ato teve início no campus central da Ufrgs, onde a deputada federal Luciana Genro manifestou seu apoio aos jovens, acompanhada da vereadora Fernanda Melchionna e militantes do PSOL: “A governadora Yeda Crusius diz que está arrumando a casa, mas nós aqui sabemos que a única casa que ela está arrumando é a mansão dela, lá na Vila Jardim!”

Em seguida, se uniram aos universitários outros grupos de estudantes, que haviam se concentrado em frente às escolas Júlio de Castilhos e Instituto de Educação. Ainda se agregaram à marcha manifestantes ligados a entidades sindicais, que se reuniram mais cedo em frente à sede da Gerdau para protestar contra o desemprego crescente no país.

Os professores estaduais também participaram do ato, que se encerrou em frente à sede do governo, com gritos de “Fora já, fora já daqui, fora Yeda do Piratini”, e falas de estudantes. Um contêiner foi descerrado, e surgiu uma faixa que mostrava o título ‘Escola Estadual Yeda Crusius – Diretora Mariza Abreu’, numa alusão a como a governadora e sua secretária vêm tratando a educação. Mesmo sob o calor de 30º graus do verão gaúcho, alunos e professores são obrigados a ter aulas dentro de salas improvisadas com contêineres em algumas escolas.

O ato de hoje ocorre apenas quatro dias depois de outra grande atividade protagonizada pelos jovens gaúchos contra Yeda. No último dia 26, cerca de mil estudantes já haviam marchado até o Palácio Piratini pedindo o fim desse governo corrupto, autoritário e de costas para as necessidades da população. Outros protestos também ocorreram em Pelotas e Santa Maria.