Bancada do PSOL economiza R$ 100 mil aos cofres da Assembleia em 2015

Redação #Equipe50

A Bancada do PSOL na Assembleia Legislativa registrou uma economia de R$ 100.124,96 aos cofres do Parlamento gaúcho no ano de 2015. A informação foi destacada nesta segunda-feira (04/01), primeiro dia útil de 2016, pela coordenadora da Bancada, Luciana Genro.

Criada em fevereiro, com a posse do deputado estadual Pedro Ruas, a Bancada do PSOL possui uma cota mensal de R$ 14.640,00 para custos de expediente, materiais, impressões e encadernações, ligações telefônicas, passagens aéreas e locações de veículos. Dos R$ 161.040,00 a que teria direito de gastar no ano passado, a Bancada do PSOL utilizou apenas R$ 60.915,04.

O maior gasto da Bancada do PSOL foi de R$ 33.399,60 e ocorreu em agosto, relativo à impressão de 30 mil exemplares da cartilha “Direitos LGBTs: Conheça o que foi conquistado e lute por mais direitos!”. A cartilha possui 84 páginas coloridas e conta com textos e análises de lideranças do movimento LGBT e de entidades como a Comissão da Diversidade Sexual da OAB nacional e estadual, além de apresentar uma lista completa de toda legislação nacional, estadual e municipal – do RS – que já garante algum direito à população LGBT.

A Bancada do PSOL utilizou, ainda, menos da metade das diárias a que seus integrantes têm direito. Das 44 diárias que poderia tirar em 2015, a Bancada do PSOL utilizou apenas 10,5 – totalizando R$ 4.069,82. Luciana Genro, coordenadora da Bancada, utilizou três diárias para cumprir agendas em Brasília, no valor de R$ 1.340,58. A Bancada não utilizou nenhuma das 40 diárias internacionais a que tinha direito em 2015.


Partido Socialismo e Liberdade (CNPJ 06.954.942/0001-95)
Site desenvolvido por GEMTE Comunicação (CNPJ 15.705.697/0001-73)